Setor de chocolates e balas

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Segundo dados de 2003 da ABICAB, o faturamento do setor foi de R$ 6,6 bilhões, divididos em R$ 3,7 bilhões em Chocolate, R$ 2,1 bilhões em balas, confeitos e gomas de mascar e R$ 800 milhões em amendoins. As exportações geraram US$ 235.952.348, com uma venda total de 172 mil toneladas, para 129 países de todo o mundo. Os 10 maiores compradores são: Estados Unidos, Paraguai, África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Canadá, México, Uruguai e Angola.

No primeiro semestre de 2004, as exportações do setor tiveram um aumento significativo em relação ao mesmo período de 2003. Foram comercializados no setor 95.338.489 quilos, 30% acima do volume exportado nos primeiros seis meses de 2003, o que representou um aumento de 37% no faturamento, que foi de US$ 126.690.165. As vendas de balas para o exterior também cresceram: 31% em volume, com 71.422.419 quilos e 38% em faturamento, com US$ 75.110.161. Assim como o setor de chocolates que teve um aumento de 27% no volume, com 23.916.070 quilos e 36% em faturamento, com US$ 51.580.004.

Comments

comments

Comments

comments