Setor de brinquedos promete crescer cerca de 15% em 2006

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O setor de brinquedos deve crescer 15% em volume de vendas e produzir 130 milhões de unidades em 2006, de acordo com a Abrinq – Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos. Só no ano passado, o setor faturou R$ 950 milhões, gerou 19 mil empregos e produziu 115 milhões de unidades, segundo a associação.

A expectativa é de que o número de brinquedos que cada criança compra no Brasil por ano passe de sete para 10 unidades. Nos Estados Unidos, esse índice é de 23 e, no Japão, de 32. “Temos 25 milhões de crianças excluídas do mercado de consumo de brinquedos”, explica o presidente da Abrinq.

Para que essas vendas realmente surpreendam este ano, os fabricantes também decidiram investir em exportação, principalmente para a Argentina, Venezuela e Bolívia. “Fica muito difícil competir nos Estados Unidos, onde há muitos fabricantes e produtos de origem chinesa”, explica Costa.

Comments

comments

Comments

comments