Saiba por que o mercado infantil é um dos que mais crescem no Brasil

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Negócios infantis estão entre os que mais crescem no Brasil atualmente. O sucesso desses produtos midiáticos, que se consolidaram como marcas, tem a ver com um novo mercado infantil, no qual as crianças são também consumidoras, ainda que não efetuem de fato as compras.

Foi-se o tempo em que pais escolhiam o que os filhos comprariam, vestiriam, ganhariam de presente. No cenário atual, Dia das Crianças, Natal e aniversário, são oportunidades para a criança pedir o que quer, aquilo que viu na televisão ou aquele brinquedo que o coleguinha tem. O crescimento de 14% ao ano desse mercado está relacionado ao aumento da renda média do brasileiro nos últimos anos.

O que de fato transformou esse tipo de consumo, porém, foi a mudança na configuração das famílias brasileiras. Além de maternidade e paternidade “tardias”, uma queda no índice de natalidade no Brasil, cuja consequência é a diminuição da participação da criança no mercado. O menor número de crianças por família faz com que a renda disponível para gastar com cada uma seja maior, de forma que o mercado para produtos que não são necessidades básicas aumenta.

A diminuição quantitativa de crianças no mercado, portanto, não significa o enxugamento dele, mas sim sua especialização. Mercados de luxo como o de joias para crianças ou produtos artesanais personalizados são a bola da vez e só tendem a crescer. Esses negócios de luxo apelam para o consumismo dos pais, mas a cultura do consumo é uma realidade da nossa época, e crianças que nasceram nesse contexto muitas vezes reproduzem esse tipo de comportamento. Elas aprendem no próprio núcleo familiar a valorizar bens supérfluos, ainda que de forma inconsciente.

O que mais fomenta esses negócios ainda são os produtos que apelam para a própria criança. Brinquedos, DVD’s e outros itens temáticos de desenhos e atrações infantis são a fonte de grande parte dos bilhões de reais movimentados nesse setor do varejo. Brinquedos eletrônicos e gadgets específicos para crianças também são fortes nas vendas.

Os produtos licenciados estão ligados a uma identificação emocional da criança com o desenho, como acontece com a Peppa Pig. As crianças, ao se identificarem com determinado desenho ou personagem, irão querer comprar produtos que carreguem essas marcas ou personagens. O sucesso desses programas está ligado a elementos especialmente desenvolvidos para conquistar a atenção das crianças, como cores, histórias, e outros aspectos narrativos e estéticos. O segredo está no momento de cativar as crianças naquilo que é interessante para elas, como, por exemplo, as vozes utilizadas e a forma de vestir os personagens.

Assim, conforme o produto midiático estabelece uma sensação de divertimento na criança, os produtos relacionados a ele se tornam também sinônimos de diversão. Através da construção de sólidos públicos infantis e parentais, as empresas buscam licenças para reproduzir os personagens e marcas em forma de brinquedos, roupas, peças teatrais, preenchendo todos os espaços ligados ao desenho no mercado infantil. A criança passa a querer a blusa, o jogo, o copo, o DVD, o boneco e tudo o mais que lhe remeta ao seu personagem preferido.

Veja a matéria completa.

Comments

comments

Comments

comments