Páscoa ultrapassa a fronteira do chocolate e aquece o comércio

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Shoppings, lojas de perfumes e até livrarias investem em promoções nesta
época para transformar a procura por ovos em vendas de outros produtos

Nem só de chocolates vive a Pás­­coa. Shoppings, livrarias, lojas de
brinquedos e até a indústria de per­­fumes já enxergam a data co­­mo uma
oportunidade importante para aumentar o faturamento e investem em
promoções e lançamentos de produtos. Tudo para fisgar o consumidor que
busca novas alternativas para fugir dos tradicionais ovos e bombons. “O
varejo vem substituindo o apelo do chocolate pelo apelo do presentear,
como uma forma de agregar vendas”, diz Nabil Sahyoun, presidente da
Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

Para Ivo Petris, diretor executivo do Polloshop (shopping de desconto), essa é uma tendência
que veio para ficar. Com uma preocupação cada vez maior com a saúde e
com o controle de peso, muitas pessoas vêm diminuindo o volume de compra
do chocolate e o substituindo por outros produtos.

A venda de brinquedos, principalmente coelhos e ovos de pelúcia, vem
crescendo. Na Joca Brin­­quedos, a Páscoa já responde por 20% das vendas
do ano e é a terceira melhor data, atrás do Natal e do Dia da Criança
,
segundo a gerente Yara Granado. “Neste ano lançamos 20 novos produtos
nesta época e estamos concedendo descontos em algumas linhas”, diz. A
previsão é de um aumento de 5% a 8% nas vendas.

Para os shoppings, a Páscoa é uma oportunidade de aquecer as vendas
entre duas datas fortes de vendas, o Natal e o Dia das Mães
. A
comemoração também coincide com a chegada das novas coleções de outono e
inverno, diz a coordenadora de marketing do shopping Mueller, Adriana
Cardoso, que espera um crescimento de 10% a 15% nas vendas em relação ao
ano passado. “A Páscoa deixou de ser um evento apenas para o varejo
alimentar”.

Fonte: Gazeta do Povo – 28/03/2010

Comments

comments

Comments

comments