Pampili se concentra no nicho do nicho

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Em 2004, a fabricante de calçados infantis Pampili, tomou uma importante decisão para o crescimento dos negócios – deixar a linha de sapatos para meninos de lado e se concentrar apenas nos calçados para meninas.

No ano passado, a Pampili obteve um faturamento de 120 milhões de reais, 60% a mais do que em 2004.

A decisão foi tomada pelos donos da Pampili com o objetivo de crescer mais depressa, diferenciando-se no mercado altamente competitivo e buscando a super-especialização no segmento feminino.O universo feminino contempla uma série de produtos secundários aos calçados – fantasias, cintos, acessórios, tiaras, bolsas, pijamas.
 
Além disso, a Pampili atende um público de bom poder aquisitivo que chega a gastar até o dobro da média do mercado em produtos enfeitados com lantejoulas, brilhantes, lacinhos, corações e outras miudezas que enchem os olhos das meninas e suas mães.

Outra possibilidade de expansão da marca está na criação de redes próprias para distribuição de seus produtos, que começou a ser formada em 2009.  As lojas tëm sido importantes para apresentação dos acessórios aos clientes, e que hoje representam 25% do faturamento das lojas próprias.

As ações de marketing também são específicas, pois são direcionadas para um público mais preciso.  Em um recente evento num shopping, foi montado um estande com tendas cor-de-rosa, aonde jovens contratadas usavam vestido de fada, contavam histórias e distribuíam brindes para meninas que circulavam com seus pais.

—————————————

Meu comentário: o risco de atuar em mercado muito específico é a necessidade de inovação constante e a busca de novidades, para que o público tenha sempre novos lançamentos.

Fonte: Revista Exame PME – julho/2010 – edição 27

Comments

comments

Comments

comments