Lojas de brinquedos têm irregularidades

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Às vésperas de mais um Dia das Crianças, um levantamento divulgado nesta sexta-feira (5) pela Fundação Procon-SP diz que 80% das lojas de brinquedos da capital paulista apresentam algum tipo de irregularidade.

A vistoria foi feita em 33 estabelecimentos entre os dias 1º e 4 de outubro e revelou que 28 lojas registraram irregularidade. Na chamada “Operação Dia das Crianças”, técnicos do Procon verificaram infrações como falta de informação do brinquedo em língua portuguesa, assim como a faixa etária recomendada, o resumo dos jogos e o preço.

O órgão de defesa do consumidor também detectou falta de dados sobre o distribuidor ou importador, informações referentes à composição do produto e à validade, além da ausência de certificação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

Ainda na operação, os fiscais do Procon observaram se os brinquedos envolvidos em recalls da Matell e Gulliver continuavam sendo comercializados. A Fundação informa que dos estabelecimentos pesquisados nenhum apresentou essa irregularidade. Os fornecedores de lojas que apresentaram irregularidades irão responder processo administrativo e, se condenados, poderão ser obrigados a pagar multas que oscilam de R$ 212,00 a R$ 3,192 milhões.

Fonte: G1 – 06/10/07

Comments

comments

Comments

comments