Internet, o novo campo de batalha dos games

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Estima-se que, por mês, 200 milhões de pessoas acessem jogos pela internet em todo o mundo. Um levantamento recente, feito pela Entertainment Software Association (EUA), mostra que os games mais procurados são quebra-cabeças, tabuleiros virtuais e cartas.

Apesar das regras simples e do uso reduzido de recursos gráficos, esses
títulos – conhecidos como jogos causais – têm atraído principalmente
pessoas não muito afeitas ao videogame tradicional. Assim, esse acabou
se tornando um filão promissor do mercado. Segundo pesquisa da Casual
Games Association, o setor cresce 20% ao ano, entre a venda de
downloads e a exibição de publicidade.

O perfil das crianças que jogam
25% dos jogadores são crianças e jovens. Há alguns anos, eles eram a maioria do público.

“Para os meninos, o importante é dominar, destruir e conquistar. Já as meninas, criar, cuidar e socializar.” (Bertrand Chaverot, diretor no Brasil da empresa de games Ubisoft)

“Games feitos especialmente para meninas (como as linhas Imagine e Petz) se destinam a um público mais novo. O que eles fazem é atrair as garotas para o mundo dos jogos. Quando crescem, conhecem os milhões de gêneros existentes e descobrem vários com os quais se identificam.” (Flávia Gasi, editora do portal de games da MTV)

Fonte: Veja – 03/07/09

Comments

comments

Comments

comments