Governo inglês anuncia plano de proteção à criança na internet

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O governo inglês anunciou um plano para tornar a internet mais segura para as crianças, prevendo uma campanha publicitária de 9 milhões de libras promovendo a “segurança eletrônica” e estabelecendo um conselho para cuidar do assunto.

A campanha é uma reação às recomendações que a Dra. Tanya Byron fez em seu recente relatório “Crianças mais seguras em um mundo digital” (notícia original em inglês). Entre as recomendações da Dra. Byron está a de que as redes sociais online devem encorajar a adoção voluntária de códigos de ética para proteger os usuários menores de idade. Apesar de redes como MySpace, Bebo e Facebook serem voltadas a maiores de idade, uma pesquisa da Ofcom estimou que 48% dos menores entre 8 e 17 anos têm um perfil em pelo menos uma rede social. Representantes da Facebook responderam encorajando os pais a conversarem com seus filhos sobre como eles usam a internet, dizendo aos pais que devem instalar software de monitoramento e às crianças que devem avisar quando perceberem qualquer conteúdo impróprio.

A ministra da cultura da Inglaterra, Margaret Hodge, disse que o plano ajudará as crianças a poderem navegar na internet com segurança e permitirá que os pais tomem decisões melhor informados sobre o que é adequado para seus filhos.

O governo também procurará regulamentar as classificações de idade dos videogames.

Fonte: Media Guardian / Blue Bus – 25/06/08

Comments

comments

Comments

comments