Disney adquire participação no site de vídeos Hulu

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A Walt Disney Co fechou um acordo de parceria com o site de vídeos Hulu, fundado pela NBC Universal e a News Corp.

A
esperada entrada da Disney no negócio, após um longo período de
negociações entre as empresas, acrescenta ao site episódios completos
de seriados de sua rede de televisão ABC, como “Lost,” “Grey’s Anatomy”
e “Desperate Housewives”.

Além de providenciar
conteúdo, a Disney também fará um investimento financeiro no site.
Diretores da Hulu, no entanto, não quiseram dar maiores detalhes sobre
o acordo.

A Hulu tem crescido a ponto
de se tornar um dos sites de vídeos mais populares da Internet desde
que foi lançado em 2007. No mês passado, cerca de 380 milhões de vídeos
foram vistos no site, um aumento de 14,3 por cento em comparação com
fevereiro, segundo a empresa de pesquisas de mercado comScore. O Hulu
atualmente está entre os três maiores sites de vídeo online nos Estados
Unidos.

A inclusão da Disney
significa que os três grupos que controlam três das quatro maiores
redes de televisão dos EUA –a ABC, a NBC e a Fox– agora têm
participação no Hulu. Apenas a rede CBS, da CBS Corp, não está incluída
no negócio.

O diretor-executivo da Hulu,
Jason Kilar, disse que continua negociando com a CBS. “Adoraríamos que
eles fizessem parte da Hulu…no final das contas, a decisão é deles,”
afirmou em entrevista à Reuters.

Em uma declaração, a CBS reafirmou sua crença em “ter controle de nossos próprios direitos de reprodução” de conteúdo midiático.

“Há
tempos a CBS tem feito parcerias abertas e não-exclusivas de conteúdo,
o que permite aos fãs aproveitarem nossa programação na Internet de
forma que nós controlamos a distribuição, venda e lucros,” diz o
documento.

Outras empresas de mídia
–incluindo a Viacom Inc– fornecem filmes e seriados para o site, mas
têm acordos que implicam apenas a divisão dos lucros com publicidade, e
não participação acionária.

As únicas outras participações acionárias do site são da Providence Equity Partners e de funcionários da própria Hulu.

Fonte: O Estado de S. Paulo – 30/04/09

Comments

comments

Comments

comments