Clubes de Futebol investem em torcedores mirins

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Apesar da pesquisa do instituto
Datafolha apontar que as torcidas do Flamengo, Corinthians e São Paulo
são as três maiores do Brasil, esses são os clubes que mais investem em
projetos para aumentar a quantidade de pessoas que torcem por suas
equipes de futebol. As três agremiações desenvolvem ações consistentem
que visam a conquista e a fidelização de torcedores mirins.

O Flamengo, por exemplo, querendo abarcar esse filão da população
brasileira está investindo bastante nos conteúdos específicos do seu
site para a ala mais nova da sua torcida. Personagens como o Uruba e o
Urubinha, em referência ao mascote da equipe (o urubu), são mostras de
que as crianças têm um papel importante nos planos do clube carioca.

Em um site agregado ao site oficial do Flamengo existem diversas
atividades interativas em que as crianças podem ler sobre a história do
mascote do time, baixar papéis de parede, acessar jogos, imprimir
naterial, colorir imagens online e até fazer o download de um relógio
customizado para a área de trabalho do computador.

Outra página de internet, também do Flamengo, é a Urubródi. A
principal atração desse site são as animações, o conteúdo para celular
e os personagens que reproduzem características dos apaixonados pelo
futebol. A idéia é disponibilizar um conteúdo altamente interativo, em
uma linguagem próxima do universo da criança e do adolescente. “No Rio,
por exemplo, já temos 53% da torcida”, afirmou Ricardo Jorge
Hinrichsen, vice-presidente de marketing do Flamengo. “Então, o
objetivo maior é tratar bem esse nosso público e trabalhar com uma
comunicação de qualidade”, completou.

Já no Corinthians, foi anunciado, pelo departamento de marketing do
clube, um pacote de projetos que visam o estreitamento de laços com os
torcedores mirins. Um exemplo disso será o Acampamento de Férias, com
oficinas de futebol e outras atividades recreativas.

Além disso, a agremiação de Parque São Jorge fechou um contrato com
o cartunista Ziraldo para a atualização do Mosqueteiro, personagem
símbolo do clube, e para a criação da turminha do Corinthians. Segundo
Caio Campo, gerente de marketing da agremiação, discute-se com a
Editora Abril o lançamento de edições em quadrinhos com esses novos
personagens. “Também teremos a Estrela como parceira em um projeto para
licenciamento de brinquedos”, adiantou.

Outro produto corintiano destinado às crianças é a Certidão de
Nascimento do Corintiano. A empresa parceira do clube nesse
empreendimento também confecciona o livro “Aconteceu enquanto eu
nascia”, no qual traça-se um panorama da época em que a criança veio ao
mundo, com destaque para o Corinthians quando o assunto é futebol. Por
fim, em acordo com outra empresa de produtos para o público infantil, o
time de Parque São Jorge possui 20 diferentes personagens de pelúcia
com o uniforme do time.

Em segundo lugar na preferência das crianças entre quatro e 12 anos
de idade, atrás apenas do Flamengo, o São Paulo possui um tipo de
iniciação da relação da criança com o clube. É o denominado “Batismo
tricolor”, o qual lembra bastante uma cerimônia religiosa e oficializa
a adesão dos jovens torcedores. Iniciada em 2006, a atividade ocorre no
gramado do Morumbi e já teve a participação de 4,2 mil pessoas. Uma
figura de “São Paulo” faz a leitura do compromisso de “são-paulinidade”
e, depois, entrega aos batizados a camisa oficial do projeto e um
certificado.

De acordo com o departamento de marketing são paulino, a agremiação
está sempre atrás de iniciativas de vanguarda em ações dirigidas ao
público mirim. “Foi um acontecimento importante, por exemplo, ver o
personagem Pernalonga vestindo a camisa do time, o que valoriza nossa
marca”, disse Julio Cesares, diretor de marketing do clube do Morumbi,
em referência ao contrato de licenciamento firmado em 2007 entre o São
Paulo e a Warner Bros. que permite a associação da imagem do clube a
personagens do Looney Tunes.

Fonte: Redação Capital News – 31/10/08

Este é um exemplo de abordagem da criança como público futuro (o torcedor é o maior responsável pela geração de receita para os clubes, direta e indiretamente).

Comments

comments

Comments

comments