Brinquedos Estrela investe R$ 1 milhão na internet

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A Brinquedos Estrela está investindo, pela primeira vez, fortemente em ações de marketing na internet. Hoje, a fabricante de brinquedos lança um novo site interativo para crianças e está destinando neste ano 10% da sua verba publicitária para web. Até então, as ações de marketing da Estrela na internet eram pontuais. No total, a verba publicitária da empresa este ano é de R$ 10 milhões, 15% a mais em relação ao ano passado.

” Hoje, o nosso site recebe entre 200 mil a 300 mil visitas por mês. Acreditamos que esse número dobre com o novo site, totalmente ´cartunado´, como se fosse um desenho animado ” , diz Aires Leal Fernandes, diretor de marketing da Estrela que investiu R$ 400 mil para desenvolvimento no site. Esse investimento foi feito de olho no potencial que a web pode gerar para a companhia. Há cinco anos, as vendas dos brinquedos da Estrela pela internet, efetuadas pelas varejistas, representavam menos de 0,5% e atualmente equivalem a aproximadamente 5% da receita.

A divulgação dos brinquedos na internet é uma das ferramentas usadas pela Estrela para atingir o crescimento projetado de 15% para este ano. O crescimento previsto é superior aos 8% do ano anterior, quando a companhia registrou faturamento de R$ 108,2 milhões. Apesar do aumento na receita no ano passado, a empresa amargou prejuízo de R$ 24,6 milhões em 2008 e de R$ 8,8 milhões no primeiro trimestre deste ano.

Uma das mudanças adotadas neste ano pela Estrela é a importação de brinquedos da China, que representava 50% do negócio no ano passado. Com a alta do dólar, a empresa decidiu neste ano baixar essa fatia para algo entre 30% e 35%. ” Fechamos nossos contratos de importação sempre no começo do ano. Mesmo com o dólar a R$ 2, a importação ainda é interessante. Além disso, há muitos brinquedos com tecnologia de ponta que não temos aqui no Brasil, ” explicou Carlos Tilkian, presidente da Estrela.

As duas fábricas próprias da Estrela, localizadas no interior de São Paulo e de Minas Gerais, são hoje responsáveis por cerca de 70% das vendas da empresa. As duas unidades produzem por ano aproximadamente 4 milhões de unidades. A nova fábrica da Estrela na cidade de Ribeirópolis, em Sergipe, deve começar a operar parcialmente no final deste ano para atender à demanda do Natal, segundo Tilkian.

Fonte: Valor Econômico – 19/06/09

Comments

comments

Comments

comments