Brasileiro consome mais de cem milhões de ovos de Páscoa

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Até o domingo de Páscoa (dia 23 de março), a indústria alimentícia terá colocado no mercado mais de cem milhões de ovos de chocolate, num total de 22,9 mil toneladas. O volume é 7% maior ao registrado na Páscoa do ano passado. Somando aos artesanais, com 3,5 mil toneladas, o mercado deve absorver 26,4 mil toneladas de produtos de Páscoa.

Os dados são da Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados). A estimativa para este ano é de manutenção dos ovos médios como maioria no consumo. Cerca de 56% têm entre 201 e 500 gramas. Outros 35% têm até 200 gramas e 9% têm mais de 500 gramas.

A expectativa de crescimento é justificada pelos resultados de 2007, quando o Brasil passou de quinto para quarto lugar entre os mercados mundiais –depois dos Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido, e passando a frente da França–, e as vendas de chocolate de uso continuado (bombons e tabletes) atingiram as 304 mil toneladas, 22,5% a mais que o ano anterior. Para este ano, a estimativa é atingir 340 mil toneladas.

O consumo médio per capita de chocolate no Brasil é de cerca de 2,4 quilos por habitante, com variações regionais. São Paulo, por exemplo, tem um consumo anual de 3,8 quilos, o mesmo que o de um italiano médio.

Os produtos de Páscoa representam cerca de 7,5% da produção anual de produtos de chocolate de consumo continuado no Brasil. A previsão é que o faturamento da Páscoa atinja os R$ 767 milhões, em preços ao consumidor, 12% acima de 2007.

O Estado de São Paulo representa 46% do consumo de Páscoa. Em seguida vêm os três Estados da região Sul, com 21%; Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro, com 17%; Centro-Oeste e Distrito Federal, com 9% e Norte e Nordeste, com 7%. Os principais canais de distribuição são os supermercados.

Fonte: Folha Online – 17/03/08

Comments

comments

Comments

comments