Boas expectativas para games

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O segmento está otimista quanto às vendas de Natal. Nos EUA, as
aquisições subiram 18% em outubro em relação ao mesmo período no ano
passado

O
Natal promete ser bom para os fabricantes de videogames. Pelo menos
essa é a aposta de executivos de algumas das marcas mais fortes do
segmento nos Estados Unidos.  A expectativa tem razão de ser: os bons
números de vendas dos consoles mais famosos do mercado. Nesta
sexta-feira, 14, a empresa de pesquisa NPD reportou que a
comercialização de hardware e videogames aumentou 18% em outubro, em
comparação ao mesmo período no ano passado.

Entre os consoles,
quem se sai melhor ainda é o wii, da Nintendo. Em outubro foram
vendidas mais de 803 mil unidades do aparelho nos Estados Unidos. No
mês anterior, esse número ficou em 687 mil, aproximadamente.


em relação ao Xbox 360, da Microsoft, foram comercializados 371 mil
aparelhos, contra os 347 mil de setembro.  Segundo a Microsoft, os
lançamentos dos games  “Fable II” e “Fable III” ajudaram nas vendas de
outubro. A grande aposta agora é o novo game “Gears of Wars 2”,
colocado no mercado neste mês.

Quanto ao PlayStation 3, da Sony,
os números são negativos. A queda nas vendas é de 18% sobre os
resultados de setembro. Foram adquiridos 190 mil consoles da marca no
mês passado.

De acordo com as estimativas da NPD, o mercado de
De acordo com as estimativas da NPD, o mercado de videogames nos EUA
chegará a US$ 22 bilhões em 2008.

Na véspera da divulgação do
relatório, executivos de algumas das principais empresas do setor já
tinham feito projeções otimistas. Na quinta-feira, 13, os palestrantes
da conferência BMO Capital Markets Interactive, voltada ao mercado de
jogos eletrônicos e entretenimento, realizada em Nova York, afirmaram
que as vendas dos consoles continuarão em alta neste final de ano e
também em 2009, apesar da crise econômica deflagrada nos EUA.

Mindy
Mount, Chief Financial Officer da divisão de entretenimento da
Microsoft, está “cautelosamente” otimista. “Creio que o setor vai se
manter um pouco melhor do que as demais indústrias”, declarou.

Um
analista da BMO fez uma projeção de alta de 20% para o segmento na
Europa e nos EUA em 2008. O francês Yves Guillemot, executivo da
Ubisoft Entertainment, acredita que essa cifra será ainda maior.

Nem
todos pensam assim, porém. Strauss Zelnick, chairman da Take-Two
Interactive – fabricante do blockbuster “Grand Theft Auto” – receia um
Natal mais complicado. “Todos vão comprar menos”, afirmou. Peter
Moorde, president da unidade EA Sports da gigante Electronic Arts,
resumiu a sensação: “Estamos com o fôlego suspenso e esperando que os
consumidores saiam para jogar”.

Nessa mesma conferência, por
sinal, o vice-presidente de vendas da Sony Computer Entertainment
America, Ian Jackson, afirmou que o Brasil é um importante mercado para
as vendas do… PlayStation 2. Isso mesmo, o PS2.

Na verdade,
a companhia está com planos ambiciosos para o console na América
Latina. Isso porque o aparelho vende bem na região. Essa fase de
expansão está dividida em três. No caso do Brasil, será feito o
lançamento oficial do PS2. “Identificamos que o mercado brasileiro é,
provavelmente, a maior oportunidade para nós. Ele fará parte da
terceira etapas das nossas instalações, que acontecerá entre março e
maio de 2009”.

Fonte: Meio&Mensagem (com informações da Reuters e do UOL) – 14/11/08

Comments

comments

Comments

comments