Ana Maria chega mais perto das crianças em comercial

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A Ana Maria, tradicional marca de minibolo industrializado, lança uma
campanha que inaugura uma nova fase em sua comunicação institucional,
em busca de atualização e reforço do posicionamento estratégico
assumido perante o consumidor. Com criação assinada pela McCann
Erickson, o esforço publicitário tem a missão de aproximar a marca das
crianças e manter sua liderança no segmento, tanto em vendas como em
share of mind.

No filme, a atração principal é a própria Ana
Maria, lançada em 1976 como personagem do bolinho, mas que até então
não interagia com os baixinhos. Ela agora usa calça jeans, em vez de
vestido, e aparece com trejeitos de moleca, brincando em
escorregadores, balanços e até surfando.

Produzido em animação 3D, o comercial explora o “Mundo de Ana Maria”,
em consonância com a assinatura “A parte mais gostosa da brincadeira”.
“A comunicação de Ana Maria é sempre muito divertida e busca transmitir
os valores da marca como amizade, confiança, proximidade e incentivo a
brincadeiras saudáveis e ao ar livre, como mostra o comercial”, conta
Silvia Faraco, gerente de produtos da marca Ana Maria, em comunicado
enviado ao Portal da Propaganda.

O comercial será
veiculado nacionalmente em emissoras da Rede Globo, do SBT e na TV
Cultura de São Paulo, a partir de novembro, e já está em exibiçao em
canais infantis de TV por assinatura. Em paralelo, cenas exclusivas
foram utilizadas nos quebra-cabeças imantados ofertados como brindes da
promoção do Mês das Crianças, que engloba mais uma marca do Grupo
Bimbo, o Bisnaguito. Intitulada “Eu quero”, a promoção abrange as
principais lojas de varejo de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Nos
pontos-de-venda, a comunicação compreende, além de materiais de
divulgação impressos, ações com promotoras disponíveis para a troca dos
brindes.

Pela web, a criançada pode mergulhar à vontade nos sabores de Ana Maria, visitando o hotsite  www.promoanamaria.com.br, desenvolvido para turbinar a promoção.

Fonte: Portal da Propaganda – 20/10/08

Comments

comments

Comments

comments